[ editar artigo]

Culto da Família

Culto da Família

  No culto da família, teve por bondade e promessa divina a presença poderosa do Espírito Santo. Teve grande derramamento do Espírito de Jesus Cristo. Após a abertura do culto em nome de Jesus, o Coral da mocidade adorou ao Senhor com dois hinos e a presença de Deus foi notória, a igreja foi renovada. Ofertamos na casa de Deus depois de uma palavra de oferta ao Senhor, enquanto ofertávamos, as crianças tiveram uma participação onde apresentaram dois hinos, celebramos ao nosso Deus pelo maior patrimônio dado por ele a nós a nossa família. Nosso pastor saudou a igreja dizendo o que falou Jesus: "quem tem sede venha a mim e beba". Alertou a igreja do perigo de substituir cultos por outras atividades. A seguir, deu os avisos e leu Gn 2. 7; Jo 20. 21-22, orou antes da ministração e de novo o Espírito Santo renovou a igreja.  O pastor falou da promessa do pai, pregou sobre "A necessidade de ser batizado no Espírito Santo". Uma pessoa que não é batizada no Espírito Santo é tão salva quanto uma que é batizada. O que garante a salvação é a habitação do Espírito Santo e não o revestimento. O Espírito Santo é a pessoa que gosta e muito de se comunicar. Quando nos arrependemos de nossos pecados e por fé recebemos Jesus como único Salvador imediatamente somos lavados pelo sangue de Jesus e somos vestidos com as vestes de salvação, “vestes brancas de justiça”. Quando somos salvos somos vestidos com as vestes de salvação. Para entrar no céu precisamos estar vestidos com as vestes brancas de justiça. E pra viver na terra, nesse mundo de perversidade e imundície, não basta estar vestidos, é preciso estar revestidos do poder de Deus. Quem não estiver revestido dificilmente suportará as forças do mundo. Poder para vencer o pecado, o mundo, a carne, para sermos ativos anunciadores do evangelho. Onde está a promessa do Pai? Precisamos saber as palavras de Deus, por que temos a missão de pregar. Uma das principais características do batismo no Espírito Santo é orar como convém. O Pai quer uma comunicação direta. Novas línguas é uma linguagem de oração. I Co 14.2 quem fala em línguas fala a Deus. E importante falar com as pessoas, mas acima disso, é mais importante falar com Deus. Quem fala em línguas fala mistérios, é mistérios aqui é profundidade, pois lá Deus quer nos revelar mistérios.  I Co 14. 4a diz a Bíblia que quem fala em línguas edifica a si mesmo. Quem não fala em línguas o espirito está sem edificação. Precisamos falar em línguas para a glória de Deus. No final, o pastor orou e Jesus batizou no Espírito Santo. Houve um grande e forte derramamento do poder de Deus. Fomos renovados na presença do Todo-Poderoso. Com a bênção apostólica o culto foi encerrado. 
MINISTÉRIO de COMUNICAÇÃO da AD VACARIA

Ler matéria completa
Indicados para você